Ragu e tremores

O ragu sagrado de todos os domingos
No açougue, Rosa defende sua receita para o ragu sagrado de todos os domingos. Capa de um DVD que não se encontra mais nas lojas, esgotado em seu fornecedor. O filme merece ser procurado e visto

Em um vilarejo nos arredores de Nápoles, rotineiramente ecoam os humores do Vesúvio. Mesmo quando a terra não estremece, dá para percebê-los nas discussões de família, nas brigas de namorado, na fila do armazém. Dizem que uma deusa emite os sinais do fundo do mar. Quando a terra de fato treme, todos já sabem: a tensão abre fissuras nas paredes, os moradores fogem. Não é preciso abalo sísmico porém para surgir uma inquietação que pode ser desejo, aversão ou desconfiança. Depende da disposição e da vulnerabilidade dos ânimos. Quando a terra treme em Pozzuoli, no sentido literal ou figurado, sobra mal-entendido e destempero para quase todo mundo.

Sábado, domingo e segunda é uma peça escrita em 1959 por Eduardo De Filippo (1900-1984). Trinta e um anos depois, virou filme para a TV nas mãos de Lina Wertmüller. Sophia Loren, no papel principal, tem em Luca de Filippo (1948-2015) a companhia de um marido apaixonado e ciumento.

É sábado de manhã e Rosa (a Sophia) vai comprar os insumos para preparar o ragu. Ela começa a cozinhar ainda no almoço da véspera o que servirá apenas no domingo, depois da missa, com algum tipo de massa. Naquele fim de semana, a matriarca de numerosa família (marido, filhos, genros, tias, agregados) apura em longo cozimento o molho de carnes e tomate e as emoções descontroladas dos parentes. Ela convida para o festim um casal de amigos.

Na falta de um trailer, a cena abaixo (toda em italiano) mostra o enfrentamento da mamma e outras mulheres do vilarejo. Caso de polícia no açougue, por causa da receita do ragu, um prato sagrado, importante. Sobre o modo de fazer parece não haver consenso.

Em uma outra “encadernação”, escrevi para um canal de gastronomia, que não existe mais, um texto sobre o filme e o ragu extraordinário da Sophia Loren. Pode ser lido neste link, ainda que a página pareça estar um pouco desconjuntada.

 

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s